7 de jul de 2013

Meu Malvado Favorito 2 | Crítica

Posted by Natália Lins On 15:17 0 comentários





A ótima animação lançada em 2010 Meu Malvado Favorito (Despicable Me) foi uma amostra de que o estúdio de animação Ilumination Entertainment tinha conteúdo para adentrar em um dos mercados mais competitivos do mundo.

Após se passarem três anos Gru (Steve Carell/Leandro Hassum) está de volta as telas em Meu Malvado Favorito 2, agora não mais um vilão e sim um pai muito preocupado com a criação de suas três filhas adotivas, e se esforçando para encontrar a receita ideal para seu novo negócio: geleias e gelatinas. Ele conta sempre com a fiel ajuda das divertidas criaturinhas amarelas, os Minions.


O que move a trama agora é a dificuldade que Gru possui em se relacionar com garotas. Entretanto, seu passado acaba o alcançando quando uma liga Anti-Vilões o convoca para utilizar seus conhecimentos para encontrar um perigoso malfeitor e para isso contará com a ajuda da atrapalhada agende Lucy (Kristen Wiig/Maria Clara Gueiros). Ele precisará então saber lidar com ambas as situações ao mesmo tempo.

Dirigido pela dupla Pierre Coffin e Chris Renaud, Meu Malvado Favorito 2 é composto por várias sequências criativas, porém boa parte delas fica a encargo dos pequenos Minions, que acabam brilhando muito mais do que o próprio Gru - mais um dos casos em que o co-protagonista ganha o maior destaque. Sem dúvida é um longa que lhe renderá muitas risadas, porém o primeiro filme ainda é melhor do que sua sequência. 



Claramente é uma animação mais dedicada aos pequenos, já que as piadas mais simplistas são facilmente compreendidas por eles. Até mesmo pequenos conflitos entre as relações humanas são tratados de maneira superficial e de fácil entendimento, sem grandes questões complexas e reflexivas.

Após o final, o grande questionamento é de que talvez não haja razões para a realização de outra continuação. Conforme já foi anunciado, para 2014 espera-se um derivado de Meu Malvado Favorito, mas um longa que contará apenas com a presença dos Minions.



0 comentários:

Postar um comentário