25 de jun de 2012

Lista da semana: Os Vilões com Doutorado

Posted by Bueno Neto On 01:37 0 comentários

Então você quer ser um vilão? Ok. Hoje na nossa lista daremos dicas pra ser um grande senhor do mal enquanto listamos os grandes vilões PHD em maldade, para que você possa se inspirar em sua vilania.


Pra ser um vilão ou ser uma pessoa do mal e tentar conquistar o mundo precisa mesmo ter doutorado? Não, mas ser um cientista louco faz diferença no currículo de qualquer um. Claro que mesmo com diploma em ciência do mal você não está completo sem um arqui-inimigo pra tentar deter seus planos. Lembre-se de capturá-lo e colocá-lo em uma armadilha complexa para matá-lo com estilo e, claro, não fique olhando pra ver a morte dele, afinal você é um gênio, obviamente vai dar certo. Mire-se no exemplo desses doutores.

Dr. Victor Von Doom: Vulgo Dr. Destino. Não tem melhor exemplo de um Doutor do mal do que Dr. Destino. Soberano e déspota de seu país de origem Latveria, ele quer conquistar o mundo para estender a todos os países a paz e alegria existente em Latveria. Sim, pois se alguém em Latveria não estiver em paz e felicidade será morto ou preso nas masmorras do Destino. Na minha humilde opinião é uma solução simples e eficaz para acabar com a infelicidade. Como monarca e pretenso conquistador do mundo ele fez muitos inimigos, mas maior deles é Reed Richards, o líder do Quarteto Fantástico e único que pode rivalizar em inteligência.



Dr. Otto Octavius: Vulgo Dr. Octopus. Físico renomado, utilizava biônicos braços metálicos em forma de tentáculos para manipular elementos radioativos com propósito de criar novas formas de energia, mas alguma coisa deu errado, aconteceu uma explosão que destrói todo o precioso trabalho e mescla as próteses biônicas em seu corpo. Tudo foi destruído e ele culpa o Homem Aranha por todo desastre. Por que ele culpa o herói aracnídeo? Bom, a culpa é do Dr. Octopus e ele coloca em quem ele quiser e lembre-se: um vilão nunca erra, algum herói é sempre culpado de seus erros. Na sua carreira como vilão ele busca tanto vingança contra seu arqui-inimigo, quanto objetivos variados como roubo a bancos e as vezes dominar o mundo.





Dr. Heinz Doofenshmirtz: Dono da “A Empresa do Malvado Doofenshmirtz”, ele teve uma vida sofrida. Pra começar seus pais nem apareceram para seu nascimento. Quando criança sua família não tinha dinheiro para comprar gnomos de jardins para combater os males da magia negra e ele teve que trabalhar como um no quintal. A lista de passagens tristes de sua vida é enorme então nada mais justo que ele passe todo seu tempo livre criando invenções para se vingar da área dos três estados que não tem nada ha ver com isso tudo. Seu arqui-inimigo é Perry, O Ornitorrinco, um mamífero aquático espião que aparentemente tem como única missão deter o Dr. Doofenshmirtz.



Dr. Evil. O único que realmente é formado na faculdade de ciência do mal. Seu maior esquema para aterrorizar e assim dominar o mundo é chantagear os lideres mundiais em "ONE MILLION DOLLARS"!! Normalmente acompanhado por seu gato, Mr. Bigglesworth, e seu ajudante Mini-Mim, um clone de si mesmo com toda sua maldade e 1/8 de sua altura. Seu rival é o agente Austin Powers, e para derrota-lo Dr Evil não abre mão das clássicas armadilhas de morte lentas e dolorosas, normalmente usando tubarões assassinos com lasers na cabeça. Mais detalhes sobre essa arma eficiente aqui.






Dr. Victor Fries: vulgo Mr Freeze. Na verdade o "Senhor Frio" nem queria ser um vilão: tudo o que ele quer é salvar sua esposa Nora, vitima de uma doença incurável que precisa ficar em animação suspensa criogênica para não morrer. Claro não foi culpa dele, que teve que roubar e matar para manter suas pesquisas e sua esposa viva e claro que ele culpa o Batman por não conseguir curá-la (e com razão, lembrem-se cientistas do mal nunca ficam com a culpa). Ele pode não ser um perfeito exemplo de cientista louco, pois nunca tentou dominar o mundo, mas ainda é um exemplo de doutor do mal por fazer planos até contra quem tenta ajudá-lo.






Dr Jonathan Crane: vulgo Espantalho. Veste a camisa do cientista do mal, doutor em psicologia, psiquiatria e química, volta todos seus estudos para aprender tudo sobre o medo e como instigá-lo, mesmo que pra isso ele solte gás do medo por toda Gotham City. Seu esquema é sempre aterrorizar, mas acabou ganhando um verdadeiro motivo pra temer: seu arqui-inimigo Batman tornou-se motivo de pesadelos e maiores medos.





Menção honrosa:

Dr. House. Não é bem um vilão, mas um anti-herói. Trata todos com sarcasmo, porta-se como criança de quem tiraram doces, principalmente se o “doce” for seu remédio, recusa-se a fazer o próprio trabalho na clínica porque não quer se misturar aos doentes, tira sarro dos doentes, mesmo terminais, humilha os empregados, destrói crenças das pessoas simplesmente porque não são racionais, enfia um carro na sala de jantar das pessoas, manda os subordinados invadirem apartamentos, além de deixar um coitado sofrendo um episódio inteiro para algo pequeno fazer ele pensar em uma solução incrível! Isso quando não desembesta em mandar os escravos capachos doutores contratados realizarem trabalhos absurdos nos pacientes.

0 comentários:

Postar um comentário