29 de jan de 2012

Lista da semana: as melhores histórias de Sherlock Holmes

Posted by Aline Guevara On 23:50 2 comentários

Sherlock Holmes é pop. E nem precisamos analisar muito para constatar esse fato. Temos filmes aclamados pela crítica e público, séries (seja House, que surgiu inspirado no detetive, ou a maravilhosa série da BBC, Sherlock), quadrinhos e, claro, o começo de tudo isso, os livros escritos por Sir Arthur Conan Doyle. O investigador mais famoso do mundo nunca esteve tão popular, mas por mais que os novos roteiristas de suas aventuras sejam talentosos a ponto de criar novas tramas, investigações e reviravoltas, isso só ocorre graças a qualidade dos textos originais de Doyle. Essa semana, resolvemos apresentar algumas das melhores histórias do nosso querido detetive da 221B da rua Baker.

10 - O Signo dos Quatro
Foi a segunda história criada por Doyle, publicada em 1890, e é um dos quatro romances que envolvem o detetive. Nesse livro, Holmes aceita solucionar caso da jovem Mary Morstan, que quer saber o que ocorreu com o pai, morto a dez anos e quem é a pessoa que lhe envia pérolas anualmente, há seis anos. É nessa história que descobrimos um dos mais curiosos e polêmicos fatos sobre Sherlock: seu vício em morfina e cocaína.

9 – A Face Amarela
Este é um conto, publicado no livro Memórias de Sherlock Holmes em 1893. Poderia ser um caso como tantos outros que o detetive desvendou, mas esse em particular contém uma solução surpreendente até mesmo pra quem está acostumado com as suas histórias e o diálogo final entre Holmes e Watson é espetacular.

8 – O detetive agonizante
Mais um conto de Holmes, este publicado na coletânea Os Últimos Casos de Sherlock Holmes em 1917. Nesta história, como indica o título, vemos Holmes á beira da morte enquanto Watson tenta desesperadamente salvar o amigo.

7 – O pé-do-diabo
Muitas vezes em seus casos Holmes se depara com casos que de tão bizarros beiram ao sobrenatural, pondo a prova o raciocínio frio e racional de Holmes. E este, que é um dos mais dos casos mais estranhos que o detetive já enfrentou, em suas próprias palavras, não deixa de provocar calafrios também no leitor, ao se deparar com um mistério que resultou em morte e loucura. Publicado também em Os Últimos Casos de Sherlock Holmes.

6 – O Vale do Terror
Mais um romance de Doyle, este publicado em 1914. Neste livro ele utiliza de uma estratégia que já havia funcionado em seu primeiro livro, Um Estudo em Vermelho, que é dividir o livro em duas partes contando o envolvimento de Holmes no caso e posteriormente, o que levou o assassino a cometer seus crimes. E como no anterior, essa estratégia só deixou a história ainda mais interessante.

5 – A Casa Vazia
Este conto marca o retorno de Sherlock Holmes, que todos supunham estar morto após o encontro com seu arqui-inimigo James Moriarty. Publicada no livro A Volta de Sherlock Holmes em 1905, a história foi um alívio para os ansiosos fãs do detetive que clamavam ao autor por sua volta. Aqui conhecemos um dos criminosos mais perigosos de Londres e braço direito de Moriarty, o coronel Sebastian Moran.

4 – O Escândalo da Boêmia
Irene Adler é uma das personagens mais conhecidas das histórias de Holmes, mas surpreendentemente, a moça só aparece neste que é o primeiro conto escrito do detetive, publicado em 1892 no livro As Aventuras de Sherlock Holmes. No entanto, “A mulher”, como Sherlock a descreve em atitude de reverência, deixou sua marca como alguém de inteligência equiparável a sua. Em todas as suas histórias o detetive nunca se interessou romanticamente por ninguém, mas a impressão que a jovem deixou no detetive, que inclusive guarda uma foto sua como recordação, sugere opiniões diversas.

3 – O Problema Final

É neste conto que ocorre o derradeiro encontro de Sherlock Holmes com o único homem capaz de se rivalizar no campo da inteligência: o professor James Moriarty. “O Napoleão do crime”, como é descrito no livro, está por trás de praticamente todos os crimes que ocorrem em Londres, criando uma teia sinistra que protege os criminosos e os auxilia. Holmes tem então a difícil tarefa de impedir o gênio do crime que na tantos anos procura. O livro culmina na cena na cachoeira de Meiringen, na Suíça. Publicado em Memórias de Sherlock Holmes, em 1893.


2 – Um Estudo em Vermelho

O primeiro livro de Sherlock Holmes, lançado em 1887, em que o Dr. John Watson nos apresenta como foi seu primeiro encontro com o detetive e como começou a parceria e amizade dos dois. E ainda por cima, em um caso instigante e surpreendente como este, que envolve assassinatos múltiplos feitos para parecer suicídios e uma história sombria que está por trás dos acontecimentos.

1 – O Cão dos Baskervilles
O último romance publicado por Doyle sobre o detetive, em 1901, e também uma das suas histórias mais famosas. Não é a toa, a história do monstruoso cão que persegue os membros da família Baskerville é instigante e o clima de tensão permanente é o bastante para deixar o leitor nervoso. Curiosamente, Holmes aparece pouco no livro, já que conduz a investigação a distância e Watson fica por conta de investigar a propriedade em Dartmoor, no oeste da Inglaterra, com seus pântanos, vegetação sombria e, claro, a névoa inglesa que pode esconder muitos perigos.

2 comentários:

Uma ótima lista pra quem, como eu, está se interessando em buscar mais de Holmes aonde tudo começou: nos livros.

Ótima lista, deixa quem leu, com mais vontade de ler os livros de Doyle, mas, se não me engano, o ultimo romance envolvendo Holmes, é o ´´ Vale do terror ``.

Postar um comentário